Logotipo Telex Soluções Auditivas
icone lupa

Idioma

Inglês Português

A Fundação Viva o Som oferece uma experiência única para fonoaudiólogos, otorrinolaringologista e assistentes sociais que tenham interesse em atuar como voluntários, visando melhorar a vida de milhares de pessoas que residem em regiões remotas.

Sobre o Projeto Amazônia

O Projeto Amazônia é uma iniciativa da Fundação Viva o Som, uma organização sem fins lucrativos. A missão é melhorar a qualidade de vida das pessoas que vivem na região ribeirinha do Brasil, oferecendo atendimento audiológico gratuito.

O projeto é uma parceria entre a Fundação Oticon e a Telex Soluções Auditivas. Desde a inauguração, mais de 2.000 pacientes foram atendidos, centenas foram tratados com problemas auditivos e registramos a doação de mais de 80 aparelhos auditivos.

Integração entre pesquisa acadêmica e voluntariado

O projeto também propõe a integração entre estudos acadêmicos com o espírito de voluntariado. Como parte da metodologia da pesquisa, os estudos clínicos podem ser feitos com os nossos pacientes que servirão para a apresentação do resultado e discussão do projeto acadêmico.

Nossos objetivos e valores

A Fundação Viva o Som tem como objetivo ajudar as pessoas com perda auditiva, através de atendimento gratuito. Oferecemos desde o exame de audiometria para o diagnóstico da perda de audição até a adaptação e ajustes do aparelho auditivo. Também objetivamos educar o público em geral, aumentando a consciência e a compreensão da perda auditiva, assim como, o impacto na qualidade de vida. Os nossos valores são baseados em respeito ao próximo, ética e transparência.

As rotinas diárias de um voluntário incluem:

  • Triagem auditiva.
  • Teste de audiometria e impedânciometria em crianças, adolescentes e adultos.
  • Check-up de audição em escolas.
  • Palestra para pais, professores e pessoas que lidam com crianças.
  • Terapia de linguagem e voz.
  • Protetização do aparelho auditivo e sessões de adaptação.
  • Sobre a clínica

    A clínica possui equipamentos para o diagnóstico da perda auditiva e uma equipe permanente e dedicada para orientar e ajudar os voluntários, além dos pacientes. O voluntário vai ter a oportunidade de viver e trabalhar na clínica, que possui espaço reservado para acomodação e um ambiente descontraído com área de lazer para os voluntários.

    Sobre o voluntariado

    A Fundação Viva o Som estimula o voluntariado de profissionais com formação em fonoaudiologia, otorrino e assistente social. Estudantes de fonoaudiologia podem participar do programa de voluntariado, porque temos um fonoaudiólogo formado para acompanhar e orientar o graduando.

  • A idade mínima para o voluntariado é 18 anos.
  • Os alunos de fonoaudiologia precisam ter concluído, no mínimo, os dois primeiros anos de seus estudos acadêmicos.
  • O período de duração do voluntariado é opcional. Recomendamos, pelo menos, duas semanas de trabalho voluntário.
  • A hospedagem é gratuita, desde que seja utilizada as instalações da clínica e enquanto durar o voluntariado.
  • Os custos relacionados com os deslocamentos, refeições e necessidades pessoais são de responsabilidade do voluntário.
  • A clínica hospeda até quatro voluntários de cada vez, de modo a preparar a sua estadia com antecedência.
  • Para voluntários estrangeiros, o conhecimento do idioma Português não é um requisito, mas uma vantagem.
  • O processo de inscrição ao programa de voluntariado é feito através do site www.vivaosom.com
  • Entre em contato e seja um voluntário:

    contact@vivaosom.com

    News Viva o Som

    Deficientes auditivos de Parintins receberam, gratuitamente, implante coclear.

    Duas crianças, um adolescente e um adulto de uma comunidade carente amazonense passaram pela cirurgia

    Dia 11 de Novembro de 2015 a vida de quatro deficientes auditivos amazonenses passou a ter um novo sentido. A Fundação Viva o Som realizou quatro cirurgias para implante coclear em Parintins, município no interior do Amazonas.

    Foi a primeira vez que este tipo de ação aconteceu na região. Os implantes foram doados pela Oticon Foundation da empresa Oticon Medical. As cirurgias foram realizadas pelo otorrinolaringologista Dr. Arthur Menino Castilho e auxiliada pelo Dr. Luiz Carlos Avelino, ambos médicos voluntários.

    Há quatro anos a Fundação Viva o Som atua levando atendimento audiológico para comunidades carentes do país. Mais de 20 comunidades já foram visitadas e beneficiadas com orientação, atendimento gratuito e

    doação de próteses auditivas. A Fundação criou o ‘Projeto Amazônia’, com a implantação de uma clínica de audiologia para atendimento gratuito da população Ribeirinha, em Parintins.

    O Projeto Amazônia também visa atrair voluntários nacionais e internacionais das áreas de fonoaudiologia e otorrinolaringologia. “Queremos estimular esses profissionais a doarem seu tempo e conhecimento para essa ação social que viabiliza sonhos. Com mais voluntários vamos melhorar ainda mais a nossa condição de atendimento e conseguiremos que mais pessoas possam ouvir os sons da natureza e participem ativamente do convívio social.”, completa o presidente Morten Hellberg.

    Siga a Fundação
    no Facebook

    www.vivaosom.com

    Conlulte seu médico
    Sempre consulte seu médico otorrinolaringologista

    © 2000-2016 Centro Auditivo Telex LTDA

    F T